Parentalidade + Consciente

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email

Numa altura em que a pressão para se ser um pai ou mãe perfeitos é cada vez maior, e a crítica é cada vez mais fácil, a Parentalidade + Consciente surge no âmbito da ReAnimática precisamente como uma forma positivada de entender, perceber e viver o ser-se pai ou mãe. Mais alinhada com aquilo que são os seus valores, mas seguindo de forma concreta as necessidades do seu filho sem falsas pedopedagogias.

Saiba detalhes abaixo…

Ser um pai ou mãe de forma mais consciente é confiar mais no seu instinto e menos nos medos e opiniões dos outros; é conseguir colocar-se melhor no lugar da criança e perceber melhor as suas necessidades e conseguir também reconhecer as suas necessidades enquanto pai/mãe. É ver neste papel de pai/mãe uma oportunidade de auto-conhecimento e de crescimento, promovendo relações de cooperação com os filhos. Ao praticar a Parentalidade + Consciente da ReAnimática, vai conseguir responder de forma mais eficaz a perguntas do tipo O que se está a passar com o meu filho neste momento?”, “O que é que o meu filho necessita?”, “O que é que eu estou a sentir?” ou  “Porque isto acontece?”.

Como funciona?

Quando nos referimos a parentalidade falamos de comportamentos, pensamentos e emoções que os pais dirigem aos seus filhos, sob a forma de disponibilidade física, afectiva e sensibilidade face à criança e às suas necessidades, com vista à promoção do seu bem-estar e desenvolvimento físico, psicológico e social.

Comprovadamente, é durante a gravidez que se começam a formar os laços de afecto com a criança, tanto para o pai como para a mãe. É esperado que o pai e a mãe definam algumas linhas mestras sobre a educação que pretendem dar ao filho, rejeitando algumas ideias e acolhendo outras. Estas últimas podem surgir da educação que recebemos e das nossas próprias convicções. A partir daqui forma-se o seu estilo parental, num misto de “Nunca farei isto ao meu filho” e/ou “É isto que pretendo fazer quando ele crescer”. De preferência, este projecto parental, que será negociado pelo casal, terá pontos-chave comuns aos dois progenitores. Contudo, na maioria das vezes torna-se difícil para os pais verem além da genética, da educação e dos costumes culturais e acabam por esquecer que cada criança é um ser individual com as suas próprias características, traços de carácter corporal e tendências comportamentais.

O que funciona para uma criança dificilmente funcionará com todas as outras!

O formato do corpo de uma criança e os seus traços de carácter explicam que tipo de mente tem e isso porque tanto o corpo quanto a mente foram formados num processo paralelo de cinco etapas controlado pela mielinização do sistema nervoso central. Cada uma dessas fases deixou um registo no sistema límbico que faz com que a mente adquira um determinado leque de comportamentos e reacções ao mundo que habitualmente se baseiam em dores de extrema importância como a rejeição, o abandono, a manipulação, a humilhação e a exclusão.

À partida parece algo simplista, mas é um processo complexo que o conhecimento inovador e libertador da ReAnimática consegue sistematizar para te auxiliar no entendimento e planeamento de uma parentalidade realmente mais consciente.

Como isto pode ?

Uma coisa é certa, as melhores chances de cumprir bem o papel que os pais têm na vida de um filho será a fazer o que precisa ser feito sem medo, sem culpa e o mais importante, fazendo pela necessidade da criança, não pela sua. Sem entendermos essas necessidades, os traços de carácter e as orientações comportamentais esta tarefa fica extremamente difícil e arriscada.

Com a ReAnimática podes passar a aceder aos teus filhos considerando a forma como a mente deles funciona, sem ficar invadindo com carinho demais uma criança que não precisa e não gosta, sem tentar exigir lógica e razão de uma criança que é mais sentimental, sem negociar sentimentos com as crianças que são mais articuladas, mas não gostam de jogar com sentimentos.

As crianças possuem uma forma pré-programada de funcionar no mundo e por mais que muitas vezes se queira que elas sejam diferentes, não vão mudar só porque se quer, independentemente do motivo que esteja por detrás do desejo.
Forçar uma pessoa a ser e agir de forma diferente de quem ela é e age naturalmente é traumatizar, fazendo com que cresça o tempo todo ressentindo as dores que  sentiu durante o processo de mielinização do sistema nervoso.

A ReAnimática possui um enorme leque de utilizações e viabilidades, seja como forma complementar de análise ou exclusiva. A consultoria abarca  as mais variadas temáticas que podem ir desde o autoconhecimento, lidar com problemas pessoais, perceber os relacionamentos interpessoais, a terapia de casal ou até fazer uma avaliação e melhor integração de equipas de trabalho. Por esta razão, o ideal é contactar para que um analista autorizado e devidamente preparado possa ser seleccionado para a consultoria e/ou terapia.

Existem imensas disciplinas que são agregadas como complementares à ReAnimática que irão ser ponderadas durante o contacto que vão desde a Programação Neurolinguística, psicoterapia, homeopatia, farmacologia, coaching, hipnoterapia, etc. O sistema único e inovador possui um poder inimaginável pela sua complexidade e capacidade de actuação quando o analista certo é identificado.

Em geral a consultoria não necessita de ser presencial, mas cada caso é um caso e o seu contacto removerá todas as dúvidas através de um encaminhamento consciente, cuidado e sério.

Ser Analista